1.31.2011

VOLTANDO AO TRABALHO!!!

Olá, fãs dos quadrinhos!

Aqui é seu amigo Luís voltando à labuta depois de um longo período de férias e desemprego. E o que eu fiz? Produzi, produzi, produzi! O resultado de toda essa produção espero mostrar a vocês em breve. Até lá venho hoje com uma questão muito importante.

CARAMBOLA! ONTEM FOI DIA DO QUADRINHO NACIONAL!

Para comemorar, nada melhor do que voltar ao meu eterno trabalho de divulgação dos artistas nacionais e, principalmente, cearenses (afinal, aqui é minha casa)! Que, por sua vez, estiveram presentes em um dos maiores encontros (em Fortaleza) que eu já vi sobre quadrinhos em toda minha vida! Onde ele aconteceu? Ora, e onde mais se não na Gibiteca de Fortaleza! E, logicamente, seu fiel cronista esteve lá prestigiando e participando do evento!

Agora, parando para pensar, eu poderia verborragicamente escrever zilhões de linhas sobre tudo o que aconteceu no evento, das pessoas, situações, ocorrências e todas aquelas coisas que fazem esses eventos serem incríveis, mas, especialmente hoje, decidi me concentrar no meu encanto de viver algo assim.

Vocês já devem perceber o quanto gosto de quadrinhos (sério? nem reparei...) e de como minha relação com os estes é deveras antiga. Isso é o que fez esse dia (29.01.11 para ser exato) ser tão especial.

Eu não somente participei talvez do mais importante evento de quadrinhos da cidade desde nem sei quando, como eu produzi minha própria história e pude dividir espaços, ideias e trabalhos com alguns dos autores que eu mais admirava e cujo exemplo me levou a deixar de lado toda minha timidez e negatividade e cair com tudo nesse mundo amalucado dos quadrinhos.

Enfim, vamos por partes. Cheguei na Gibiteca logo cedinho para ajudar na arrumação, na verdade imaginando que ninguém ia dar bola pra minha humilde presença ali. Surpresa tive quando em menos de meia hora lá estava eu arrumando os desenhos de Geraldo Jesuíno, João Belo, Cival Einstein, Denílson Albano e outros na pequena, mas rica, exposição de figuras que foram (e ainda são) importantes para o quadrinho cearense com a ajuda de JJ Marreiro e Fernando Lima.

Logo depois, já com a blusa oficial do evento, participei do GIBIARTE, desenhando uma pequena história de 1 página e acompanhado dos sempre amigos, Macílio Oliveira, Kaléo Mendes, Diego, Max Duarte e do mestre Daniel Brandão! Além, logicamente, da galera do HCast, Jean Sinclair e tantos outros - artistas novos, velhos, quadrinistas, ilustradores... enfim. Primeiro pensando que não daria muita gente (já que do outro lado da cidade o SANA Fest tomava boa parte do nosso público), de repente vejo que o número de participantes era tão grande que tinha gente dividindo mesas ou desenhando com o papel na parede, já que não tinha mais lugar para sentar! Em pouco tempo praticamente todo o modesto espaço da Gibiteca estava ocupado por desenhistas, quadrinistas e suas espetaculares artes e eu estava vendo tudo aquilo acontecer ali, naquele momento, na minha frente. Era como entrar na cabeça de um artista e vê uma profusão amalucada de criatividade ebulindo contraindo-se e expandindo-se como um universo em formação. Uau!

A parte da tarde foi mais calma pra mim, fiquei cuidando da banca. Tive meu dia de Sílvio vendendo quadrinhos cearenses como se fosse meu último dia na Terra! Por isso agradeço à amiga Débora que foi quem deu a maior força durante essa parte do evento. Valeu, Débora! As outras pessoas que estavam ali ficaram com as palestras e mesas redondas, assim, lotou gente para ouvir Daniel Brandão, Geraldo Borges e Allan Goldman falando de suas carreiras e de mercado americano. Ora e quem não iria querer ouvir?

Após tudo isso, o evento parecia terminado e as pessoas se dispersavam para espaços além da Gibiteca. Eu mesmo senti que tinha cumprido minha missão e seguia para outras quando um convite de Denílson Albano e JJ Marreiro me fez mudar de ideia. Em pouco tempo lá estava eu dividindo pizza, conversas e opiniões com essas duas figuras, Guilardo Branco, Caetano Neto, Marcos Uchôa, Fernando Lima, sem esquecer de Luciana e Débora.

Cara... Leitor... Nem sei... Devo confessar que, com exceção do Denílson e da galera do HCast, eu conheço realmente pouco do trabalho dessa galera, mas sei o peso desses caras para os produtores de quadrinhos do Ceará. Sei os lugares, pessoas e reconhecimento que eles alcançaram e sei que em muitos pontos eu tento me espelhar neles, nas escolhas e atitudes que tomaram em suas vidas e como o caminham que trilharam abriu uma estrada mais esperançosa para tantos fãs e produtores de quadrinhos após eles e... bem, eu estava lá. Eu os conheci como fã e isso não me decepcionou, como costumam acontecer quando conhecemos nossos ídolos, eles abriram um espaço para mim (sem duplo sentido) e eu descobri que, diferente do que muitos pensam, eles não são um grupinho fechado, nem um bando de boçais ou egocêntricos. Eles expressam suas opiniões, gostam de ouvir as dos outros, dão dicas, sugestões, falam de suas experiências e, principalmente, fazem com que acreditemos em nossos trabalhos e nas pessoas que somos.

Foi um dia incrível. Eu me dei a chance de viver esse dia e recebi o merecido retorno de minha ousadia. Sei que mereci tudo isso.

Termino esse post dizendo a todos que, assim como eu, temem dar o passo seguinte em suas carreiras por acreditarem que não fazem parte de grupos ou porque não se sentem bons o bastante... bem, nós é que criamos nossas oportunidades através de nossa coragem, ousadia, humildade e desejo de sempre melhorar naquilo que fazemos. Grupos nos enriquecem, porque homem nenhum é uma ilha, mas acreditar em si mesmo, no seu trabalho, nas suas ideias... Isso sim é a forma de se chegar onde se quer.

Bem, foi isso. E estou eu aqui de volta, semanalmente para os fãs de quadrinhos e para quem mais desejar. Construindo um mundo que vai além da sarjeta.

Até a próxima, leitor.

P.S.: Curtam as fotos do Dia do Quadrinho Nacional no álbum do Z&A e baixem os áudios do Denílson e do JJ no pós-evento. Vocês vão adorar!




2 comentários:

  1. Excelente postagem, amigo Luís.
    Quanto ao Roteiro pro Beto Foguete vc tem sinal verde! Pode descer a ripa!

    ResponderExcluir
  2. Valeu, J! E pode deixar que vou mandar brasa!

    ResponderExcluir